65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

Turismo

Tripadvisor revela os melhores destinos de 2022; Brasil está na lista

Publicados

Turismo


source
Paraty é um dos melhores lugares a se visitar em 2022.
Guilherme Gabrielli / Unsplash

Paraty é um dos melhores lugares a se visitar em 2022.

O Tripadvisor, maior guia de viagens do mundo, acaba de divulgar os vencedores do prêmio Traveller’s Choice Awards 2022, que leva em consideração as avaliações de viajantes de todo o globo. Desse modo, a premiação enaltece destinos, hotéis, restaurantes e atividades, com base na opinião dos usuários num período de 12 meses. 

Na categoria principal, chamada “Destinos em Alta”, o Brasil aparece duas vezes. Em 7º lugar, com a capital do Rio Grande do Norte, Natal, e em 11º lugar, com a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. No segmento “Destinos Mais Badalados” a cidade do Rio de Janeiro aparece na 24ª posição. Já na categoria “Melhores destinos para quem ama o ar livre”, destaca-se a Chapada dos Veadeiros. 

O Brasil também marca presença em “Melhores destinos para quem ama gastronomia”, que mostra a cidade de São Paulo em 7º lugar. Na classificação “Melhores destinos para quem gosta de sol”, surge novamente a capital carioca, na 15ª posição, seguida da Praia Grande, em Santa Catarina, e Campos do Jordão, em São Paulo.

Confira os principais vencedores: 

Destinos em alta – Mundo

Natal é um dos melhores destinos do mundo segundo o Tripadvisor.
Pedro Menezes / Unsplash

Natal é um dos melhores destinos do mundo segundo o Tripadvisor.


1. Maiorca, Ilhas Baleares

2. Cairo, Egito

3. Rhodes, Dodecaneso

4. Tulum, México

5. Dubrovnik, Croácia

6. Ibiza, Ilhas Baleares

7. Natal, Brasil

8. Arusha, Tanzânia

9. Göreme, Turquia

10. Santorini, Cíclades

11. Paraty, Brasil

12. Aruba

13. Split, Croácia

14. Playa del Carmen, México

15. Ilha Havaí, Havaí

16. Luxor, Egito

17. República Dominicana

18. Charleston, South Carolina

19. St-Martin/St Maarten 

20. Atol de Malé do Norte

21. Zanzibar, Arquipélago de Zanzibar

22. La Fortuna de San Carlos, Costa Rica

Os destinos mais badalados – Mundo

Rio de Janeiro é um dos destinos mais badalados do mundo.
Davi Costa / Unsplash

Rio de Janeiro é um dos destinos mais badalados do mundo.


1. Dubai, Emirados Árabes

2. Londres, Reino Unido

3. Cancun, México

4. Bali, Indonésia

5. Creta, Grécia

6. Roma, Itália

7. Cabo San Lucas, México

8. Istambul, Turquia

9. Paris, França

10. Hurghada, Egito

11. Barcelona, Espanha

12. Marraquexe, Marrocos

Leia Também

13. Tenerife, Ilhas Canárias

14. Córsega, França

15. Nova Délhi, Índia

16. Singapura, Cingapura

17. Edimburgo, Reino Unido

18. Florença, Itália

19. Jaipur, Índia

20. Cusco, Peru

21. Bangcoc, Tailândia

22. Doha, Catar

23. Phuket, Tailândia

24. Rio de Janeiro, Brasil

25. Las Vegas, Nevada

Melhores destinos para quem ama o ar livre — Mundo

A Chapada dos Veadeiros é um dos melhores destinos ao ar livre.
Reprodução

A Chapada dos Veadeiros é um dos melhores destinos ao ar livre.


1. Arenal Volcano National Park, Costa Rica

2. Jim Corbett National Park, Índia

3. Serengeti National Park, Tanzânia

4. Reserva Nacional Masai Mara, Quênia

5. Parque Nacional de Kruger, África do Sul

6. Fiordland National Park, Nova Zelândia

7. Denali National Park and Preserve, Alaska

8. Kilimanjaro National Park, Tanzânia

9. Westland Tai Poutini National Park, Nova Zelândia

10. New Forest National Park Hampshire, Reino Unido

11. Snowdonia National Park, Reino Unido

12. Banff National Park, Alberta

13. Cilento and Vallo di Diano National Park, Itália

14. Jasper National Park, Alberta

15. Parque Nacional do Grand Canyon, Arizona

16. Tarangire National Park, Tanzânia

17. Ngorongoro Conservation Area, Tanzânia

18. Freycinet, Austrália

19. Vatnajokull National Park, Islândia

20. Grand Teton National Park, Wyoming

21. Bryce Canyon National Park, Utah

22. Plitvice Lakes National Park, Croácia

23. Chapada dos Veadeiros, Brasil

24. Uluru-Kata Tjuta National Park, Austrália

25. Parque Nacional de Zion, Utah

Fonte: IG Turismo

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Turismo

Museu subaquático em Cannes une arte e preservação da vida marinha

Publicados

em

source
Cannes Underwater Eco-Museum (Ecomuseu Subaquático de Cannes, em português)
Fotos de @jasondecairestaylor

Cannes Underwater Eco-Museum (Ecomuseu Subaquático de Cannes, em português)

O Cannes Underwater Eco-Museum (Ecomuseu Subaquático de Cannes, em português) , foi inaugurado em Cannes, França, em fevereiro de 2021. Financiado pela Mairie de Cannes e encomendado pelo prefeito, David Lisnard, o projeto levou mais de quatro anos para ser finalizado. 

Jason deCaires Taylor é o artista à frente das peças que ficam submersas no mar. O Ecomuseu Subaquático se torna o primeiro lugar que as suas obras são instaladas no Mar Mediterrâneo, apresentando uma série de seis retratos monumentais , cada um com mais de 2 m de altura e 10 toneladas de peso.

As estátuas ficam localizadas perto da ilha de Sainte-Marguerite , uma das ilhas Lérins, ao largo da costa de Cannes. As obras são colocadas a uma profundidade entre 2 e 3 metros, e descansam em áreas de areia branca, entre os prados de gramíneas marinhas posidonias oscilantes na parte sul protegida da ilha, atmosfera característica dos mares.

A pouca profundidade e a proximidade com a costa tornam o local facilmente acessível , e as águas cristalinas proporcionam condições ideais para a prática de Esnórquel (prática de mergulho em águas rasas com o objetivo de recreação, relaxamento e lazer).

Inaugurado em um contexto de pandemia, este é o único museu que você pode acessar de forma socialmente distante, usando uma máscara de mergulho sobre os olhos em vez de uma máscara sobre a boca.

Os seis trabalhos colocados na água são baseados em retratos de membros locais da comunidade , abrangendo uma gama de idades e profissões, por exemplo, Maurice, um pescador local de 80 anos e Anouk, um aluno de nove anos da escola primária.

Cada rosto foi significativamente aumentado e secionado em duas partes, a parte externa se assemelha a uma máscara. O tema das máscaras se conecta com a história da Île Sainte Marguerite, bem conhecido como o local onde o Homem com a Máscara de Ferro foi aprisionado pelo rei Luís 14 no século 17.

“A máscara também é uma metáfora para o oceano: de um lado, ela mostra força e resiliência; do outro, fragilidade e decadência. Da terra, observamos a superfície, calma e serena, ou poderosa e majestosa, no entanto, abaixo da superfície está um ecossistema frágil e perfeitamente equilibrado, um que tem sido continuamente degradado e poluído ao longo dos anos pela atividade humana”, argumenta o artista em seu site.

Antes das peças serem colocadas no mar, a localização das esculturas era em uma área de infraestrutura marítima em desuso.

Além disso, o projeto realizou uma limpeza significativa do local, removendo destroços marinhos como motores antigos e tubulações para criar um espaço para a instalação das obras de arte que foram especificamente projetadas, usando materiais de Ph neutro e aço inoxidável 316 , para atrair a fauna e flora marinhas, ajudando a área a rejuvenescer e florescer. A cada temporada, o museu vai ganhando novas formas e texturas, de acordo com a evolução de algas e outros seres marinhos no local. 

O local agora foi isolado de barcos, tornando-o seguro para mergulhadores e evitando danos por âncoras aos prados de ervas marinhas, área de habitat vital referida como os pulmões do oceano para a vasta quantidade de oxigênio que produz.

Como todos os seus projetos, Jason pretende chamar a atenção para o mar como uma biosfera frágil em urgente necessidade de proteção. Isso porque o artista tem outros museus subaquáticos de sua autoria espalhados pelo mundo, como o Museu de Arte Subaquática (Musa) , no México; Parque de Esculturas Submarinas de Molinere , em Granada; Museu Atlântico , na Espanha; Museu de Escultura Subaquática Ayia Napa (Musan) , no Chipre e o Museu de Arte Subaquática (Moua) , na Austrália. Além de outras instalações solos relacionadas ao ambiente aquático.

Para visitar o museu, é preciso de uma máscara de esnórquel, caso contrário não verá muito. Mas se não tiver, pode encontrá-los nos supermercados ou nas lojas próximas da região.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

MAIS LIDAS