65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

AGRONEGÓCIO

Senar auxilia agroindústria em adequação de fábrica após mudança para Bonito

Publicados

AGRONEGÓCIO


Após se mudarem de Ecoporanga, no Espírito Santo, para o município de Bonito, em Mato Grosso do Sul, a agroindústria Doceria Recanto teve que começar a se reestruturar do zero e encontrou no Senar/MS um auxílio para se regularizar e atender todas as demandas sanitárias da nova instalação. Esse é o tema da série #TransformandoVidas desta semana.

“Com o Senar nós recebemos o apoio e as coordenadas a como se encaixar com as exigências feitas pelos órgãos públicos responsáveis por nos fiscalizar. Na parte estrutural da fábrica foi nos orientado o que melhor fazer para se encaixar nessas exigências. Na produção também foi nos orientado, por exemplo, sobre a carteira sanitária dos trabalhadores e o manual de boas práticas”, detalhou Clebes Dutra Viana, responsável pela Agroindústria.

Quando começaram a receber as visitas da Assistência Técnica e Gerencial em Agroindústria do Senar/MS, a estrutura da fábrica ainda estava em construção. Adaptações foram sugeridas pela técnica de campo para que toda a estrutura atendesse as exigências dos órgãos de fiscalização.

“Graças a esse apoio, temos hoje uma estrutura montada e já em funcionamento. Somos uma pequena fábrica de doces e biscoitos artesanais e estamos aqui para agregar valores a cidade de Bonito. Toda a nossa equipe se sente honrada e agradecida ao Senar por esse apoio”, completa.

Atualmente, a equipe de sete colaboradores produz 22 tipos de doces e biscoitos.

Transformando Vidas – Toda sexta-feira, o Sistema Famasul divulga uma reportagem sobre a atuação do Senar/MS e as suas transformações no campo. Confira outras histórias de sucesso no canal no YouTube, e conteúdos sobre Agroindústria em ‘Mercado Agropecuário’ e ‘Educação no Campo’.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu

Fonte: CNA Brasil

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGRONEGÓCIO

MILHO/CEPEA: Colheita avança, e preços voltam a cair

Publicados

em

Cepea, 27/06/2022 – Influenciados pelo avanço da colheita da segunda safra, que tem sido beneficiada pelo clima seco na maior parte das regiões produtoras, e pela consequente pressão de compradores, os preços do milho voltaram a cair, segundo dados do Cepea. Em Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa fechou a R$ 85,65/saca de 60 quilos nessa sexta-feira, 24, recuo de 0,78% em relação à sexta anterior, 17. As desvalorizações mais significativas foram observadas nas regiões que avançaram mais com a colheita, como os estados de Mato Grosso e Paraná. A Conab indica que a colheita da segunda safra alcançou os 11% até o dia 18 de junho, avanço frente aos 4,9% da semana anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue lendo

MAIS LIDAS