65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

Mulher

Segredos de beleza em um curso

Publicados

Mulher

Bruna Lombardi dá aula de beleza
Reprodução/Instagram

Bruna Lombardi dá aula de beleza

Nesta segunda-feira, 1º de agosto, a atriz Bruna Lombardi completou 70 anos. Continua linda, ativa e, ao que tudo indica, bem resolvida. E como acontece há mais de cinco décadas, ela deve ter respondido à pergunta feita por repórteres para dez em cada dez mulheres famosas: qual o seu segredo de beleza? Em uma pesquisa rápida na internet achei duas reportagens no dia do aniversário da atriz com o título “Bruna Lombardi revela segredos de beleza” ou algo bem próximo disso.

Se para mim ou para você que somos anônimas não é fácil encarar o envelhecimento com absoluta tranquilidade, imagine para mulheres que passaram a maior parte da vida com a imagem exposta tendo que contar para o mundo, ano após ano, o que fazem para se manter bonitas. Mesmo que esse segredo tratado como um tesouro não tenha nada demais – ela nasceu bonita e ponto final – ou corresponda a horas de tratamentos estéticos, muita maquiagem, intervenções cirúrgicas e retoques em imagens feitas por computador.

Divas que estão hoje com 50, 60, 70 anos vivenciam como qualquer uma de nós os calores do climatério, a perda de memória, a maratona de médicos e exames, a dificuldade de encontrar trabalho, limitações físicas, solidão, invisibilidade e tantos outros males que afligem milhões de mulheres comuns.

Você pode estar pensando que o interesse da mídia pela beleza das famosas é coisa de jornalista de fofoca. Mas não é bem assim. Trabalhei como repórter e editora em revistas de celebridades e devo dizer que ter a fórmula da beleza e esplendor revelada pela protagonista da novela das 8 da TV Globo – a Juma Marruá, por exemplo – pode garantir o sucesso de uma reportagem. Ou seja, mais gente vai comprar aquela revista, clicar para ler as revelações no site e ainda compartilhar o link com amigas nas redes sociais, gerando comentários e maledicências. Assim, com audiência alta, os veículos podem atrair grandes empresas a anunciarem em suas páginas.

Em última análise, o que faz um jornalista perguntar à Bruna Lombardi ou à Marquezine sobre dicas de beleza, tratamentos estéticos e produtos somos nós. Nós -eu e você. Temos curiosidade em saber como aquelas mulheres conseguem ser tão lindas. Gente que lida com comunicação, principalmente gestores de sites e revistas direcionados ao público feminino, costuma dizer que nós mulheres gostamos de ver gente bonita e temos naquelas imagens o aspiracional. Aquilo que desejamos ser ou que usamos como inspiração.

E aqui vai um alerta: neste desejo e ambição em torno dos rituais e dicas para manter a juventude eterna devemos ter cuidado. A busca por ser como a Bruna Lombardi aos 70 pode nos levar a uma espiral de tristeza e sofrimento. E vamos combinar que não precisamos disso.

E O SEGREDO DE BELEZA DA BRUNA?

Afinal, qual é o segredo de beleza da Bruna Lombardi? A atriz respondeu tanto a essa pergunta, que decidiu compartilhar seus segredos e ainda ganhar um dinheirinho com isso. Justo. Ela lançou na plataforma de ensino a distância Hotmart um curso intitulado “Beleza Holística”, onde o tema é tratado sob diferentes aspectos: emocional, mental, espiritual e físico. 

“Não existe uma pílula mágica, a verdadeira beleza é holística!”, assegura Bruna com um viés espiritualista na apresentação das aulas. “Esse curso vai te trazer [sic] um novo olhar que vai mudar pra sempre a sua forma de ver e expressar a sua beleza”, explica no texto. “Claro, vou contar todas as minhas práticas e segredos para você manter a sua beleza ao longo do tempo, em cada fase da sua vida”, garante. Custo do segredo: 997 reais à vista ou em 12 vezes sem juros.

Se vale ou não pagar para ver, você escolhe.

Ainda sobre o tema, especificamente produtos de beleza, fiz uma entrevista muito legal com a especialista em cosmetologia Maria Valéria Velasco, professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP. No vídeo, ela fala sobre os cuidados que devemos ter com a pele e explica o funcionamento de alguns cosméticos que prometem rejuvenescer e prevenir o envelhecimento – anti-idade, antienvelhecimento, antirrugas etc.

Fonte: IG Mulher

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mulher

O desafio de permanecer no mercado de trabalho depois dos 50

Publicados

em

O mercado de trabalho não costuma ser amigável com profissionais de meia-idade
Marcos Santos/USP Imagens – 19.02.2016

O mercado de trabalho não costuma ser amigável com profissionais de meia-idade

Experiência, conhecimento na área, tempo de trabalho. Nada disso conta na decisão da maior parte das empresas na hora de escolher qual funcionário ou funcionária demitir para diminuir perdas, aumentar lucros ou, simplesmente, atingir metas. A partir dos 50 anos nos tornamos presas fáceis na hora do corte de vagas. Por isso, é cada vez mais comum vermos pessoas como nós engordando as estatísticas do desemprego no Brasil. Se por um lado somos jovens para a aposentadoria, por outro somos velhos (e caros) para o emprego formal.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostram que apenas a faixa etária de 50 anos e mais apresentou saldo negativo nos dois anos de pandemia de Covid-19. Em 2020, foram fechados quase 500 mil postos de trabalho ocupados por pessoas 50+. Enquanto em 2021 os dados começaram a melhorar para as outras faixas etárias, a nossa seguiu negativa com o fechamento de outros 76 mil vagas.

“A decisão das empresas é meramente econômica”, explica o gerontólogo Jorge Félix, professor da Universidade de São Paulo (USP) e especialista em economia da longevidade. Um fator muito relevante nesta escolha, destaca, é o plano de saúde, que passa a ser mais usado a partir da meia-idade.

A ÚNICA ALTERNATIVA

A fragilização da segunda metade da carreira é um fenômeno do mundo globalizado. Segundo Jorge Félix, os países escandinavos resolveram melhor essa questão adotando uma legislação rígida para o mercado de trabalho. Entre as medidas implementadas pelos governos da Suécia, Noruega e Dinamarca estão a adoção de incentivos fiscais para empresas que mantêm empregados por mais tempo e limitações na rotatividade.

O cenário atual em um país como o Brasil é desafiador não apenas para governo e formuladores de políticas públicas, mas também para cada uma de nós. Mesmo os que já conseguiram se aposentar, como eu, não querem e, na maioria das vezes, não podem parar de trabalhar. Por isso, é necessário pensar no que fazer daqui por diante, caso você seja ou já tenha sido a bola da vez no corte anunciado pela empresa na qual trabalha ou trabalhou.

“Não tem saída”, diz Jorge Félix. “As pessoas vão ter que continuar estudando, se qualificando. Se a gente não se qualificar cada vez mais será mais difícil”, aconselha o professor da USP.

Esse é o momento, minha gente, de pensar em algo que você sempre quis fazer e nunca encontrou tempo para colocar em prática. Matricule-se naquele curso rápido, improvise, ouse. Atualize-se! Quem sabe assim, mesmo desempregada, você consegue continuar pagando a contribuição do INSS e as contas do mês que nunca param de chegar.

Assista à minha conversa com o professor Jorge Félix no Pirações da Meia-Idade.


Fonte: IG Mulher

Continue lendo

MAIS LIDAS