65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

GERAL

Operação do VLT está normal no dia do padroeiro da cidade do Rio

Publicados

GERAL


A operação do VLT Carioca será normal no feriado de São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, comemorado hoje (20). Com funcionamento das 6h à meia-noite, os intervalos entre os trens serão de 10 a 20 minutos no período.

Os usuários que precisarem se programar para as viagens podem consultar o trajeto e horários no aplicativo VLT Carioca ou no site. Para a prevenção da covid-19, o uso da máscara é obrigatório durante todas as viagens. As composições do VLT passam por higienização constante em áreas de contato, como barras de apoio e botões de acionamento de portas.

O VLT Rio informou ainda, por meio de sua assessoria de imprensa, que para a segurança de todos, é importante estar atento nas travessias, que devem ser feitas sempre nos locais sinalizados e com atenção à circulação dos trens. A orientação é válida também dentro dos veículos. “É importante segurar nas barras de apoio ao viajar em pé ou se mover pela composição”, recomendou a empresa.

A passagem do VLT custa R$ 3,80. Cada passageiro deve ter o próprio cartão para validação no embarque. Ele pode ser comprado ou carregado nas paradas e estações, que contam ainda com terminais para consulta de saldo, desbloqueio de cartões e liberação de recarga online. A recarga pode ser feita pelo aplicativo Riocard Mais ou pelo site Recarga Mais.

Metrô

Nesta quinta-feira (20), dedicada a São Sebastião, o MetrôRio vai funcionar das 7h às 23h, como ocorre habitualmente nos feriados. A transferência entre as linhas 1 e 2 será feita na estação Estácio. As linhas de ônibus do Metrô na Superfície (Antero de Quental – Gávea e Botafogo/Coca-Cola – Gávea) também vão operar em esquema de feriado, das 7h às 22h30.

Amanhã (21), entretanto, a operação retorna aos horários regulares de dias de semana, das 5h à meia-noite, com transferência entre as linhas 1 e 2 nas estações do trecho compartilhado (entre Botafogo/Coca-Cola e Central). O Metrô na Superfície também vai operar normalmente, das 5h às 23h30.

Patrulhamento

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) montou esquema especial de patrulhamento, ordenamento urbano e controle do trânsito durante as celebrações do padroeiro do Rio, São Sebastião, que acontecerão hoje (20) em diversos bairros da cidade.

A operação foi iniciada às 18h de ontem (19), na Praça Luís de Camões, Glória, zona sul da capital fluminense, onde está localizado um monumento a São Sebastião. Hoje (20), as ações começaram às 4h da manhã, no entorno do Santuário Basílica de São Sebastião, conhecido como Igreja dos Capuchinhos, localizado na Tijuca, zona norte.

As equipes da GM-Rio atuam também, a partir das 7h, no entorno da Catedral Metropolitana, na Lapa, centro do município, onde permanecerão até o término das celebrações. A GM-Rio destacou 12 guardas municipais, sendo oito motociclistas, além de quatro viaturas para, a partir das 14h desta quinta-feira (20), acompanharem a carreata que sairá do bairro de Santa Cruz, na zona oeste, em direção à Catedral de São Sebastião. Os guardas cuidarão do trânsito, visando facilitar as passagens dos fiéis, e darão todo o apoio necessário durante todo o trajeto.

Monumento

A escultura de São Sebastião, instalada na Glória, passou por limpeza e revitalização do entorno, promovidas pela Secretaria Municipal de Conservação. As equipes da secretaria fizeram a restauração da área reservada para os fiéis acenderem velas em honra ao padroeiro, além de pintura de grades, reposição de pedras portuguesas e reforma de bancos e mesas. Foi instalado também um totem com placa informativa sobre São Sebastião.

A secretária de Conservação, Anna Laura Secco, disse que zelar pelos monumentos é manter viva a história da cidade. “São Sebastião, além de padroeiro do Rio, é um ícone carioca. Sua imagem protege a população e simboliza a força de quem, assim como o soldado romano martirizado e santificado, não tem medo de defender suas crenças”, afirmou.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Geral

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GERAL

Série Mundo, da OSB, homenageia Portugal

Publicados

em

A Série Mundo 2022, da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), criada em parceria com embaixadas para apresentar ao público brasileiro um pouco da cultura musical dos diversos países, homenageia Portugal hoje (27) à noite, a partir das 19h, na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro, depois de celebrar o Azerbaijão e a Espanha.

O coordenador Artístico da OSB, Nikolay Sapoundjiev, destacou o apoio da Embaixada de Portugal, que ofereceu à orquestra a vinda de dois grandes artistas lusos, o maestro Pedro Carneiro e o pianista Bernardo Santos. A realização da Série Mundo conta com o patrocínio do Bradesco.

O programa traz uma série de obras dos compositores Hermeto Pascoal, Viet Cuong, Camille Saint-Saëns e Berta Alves de Sousa.

Inventividade

A obra do compositor, arranjador e multi-instrumentista Hermeto Pascoal sempre encontra novas maneiras de abordar a criação musical, seja pelos instrumentos inusitados, seja pelas curiosas linhas melódicas exploradas no seu vasto repertório, informou a OSB, por meio de sua assessoria de imprensa. A peça que abre o programa, Entrando pelos canos é, segundo a orquestra, um exemplo primoroso dessa constante experimentação. A composição foi escrita para uma instrumentação peculiar: canos, que são tocados de forma percussiva. E a percussão segue em destaque na segunda peça do programa.

A instigante Re(new)al, do compositor vietnamita americano Viet Cuong, é construída a partir de três movimentos contínuos, cada um inspirado no poder das energias hídrica, eólica e solar. O primeiro movimento transforma copos de cristal afinados em sinos de mão, enquanto o conjunto de sopros lentamente submerge o som dos solistas. No movimento central, solistas são transformados em pás de uma turbina eólica vertiginosa, tocando desafiadores padrões rítmicos. O movimento final simula o nascer do sol e evoca o brilho da luz do sol com instrumentos de percussão.

Cantiga Alentejana

Da compositora, pianista e maestrina portuguesa Berta Alves de Sousa, será tocada por Bernardo Santos a peça Variações sobre uma Cantiga Alentejana, que contará com a participação de duas integrantes da OSB, a spalla Priscila Rato e a violoncelista Emilia Valova. Berta é considerada de fundamental importância para a música portuguesa do século 20. Aluna do pianista e professor alemão Wilhelm Backhaus, falecido na Áustria em 5 de julho de 1969, Berta foi a primeira mulher a reger a Orquestra Sinfônica do Porto.

A admiração de Camille Saint-Saëns por Portugal é atestada não apenas pelas várias visitas que o compositor empreendeu ao país, mas também pela sua composição Uma noite em Lisboa, barcarola orquestral escrita e estreada em solo português. Apesar disso, foi no Egito que o francês buscou inspiração para escrever aquele que seria seu último concerto para piano, o de número cinco, em Fá maior, Op. 103, englobando três movimentos: Allegro animato, Andante e Molto allegro. Esse concerto será tocado também pelo pianista português Bernardo Santos.

Nikolay Sapoundjiev informou que, ainda neste ano, os concertos da Série Mundo da OSB vão homenagear a Alemanha, a Argentina e a França.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Geral

Continue lendo

MAIS LIDAS