65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

GERAL

Obras do Programa Cidade Integrada começaram hoje no Jacarezinho

Publicados

GERAL


As primeiras ações do Programa Cidade Integrada na comunidade do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, começaram hoje (24), com obras de saneamento e limpeza de rios.

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), vinculado à Secretaria de Estado do Ambiente, levou máquinas para a comunidade para as obras de macrodrenagem, que incluem a limpeza e o desassoreamento, retirada de entulhos e materiais que obstruem o escoamento natural dos rios Salgado e Jacaré.

De acordo com o Inea, em uma segunda etapa, as intervenções na localidade vão continuar com a canalização do Rio Salgado. Estão programadas ainda outras obras, inclusive de áreas de lazer.

“Urbanização do entorno com a criação de espaços públicos de lazer, calçamento, implantação de ciclovias e pavimentação dos logradouros que margeiam o rio. Ações que garantirão segurança ambiental e qualidade de vida para os moradores da região”, informou.

Saneamento

Em outra frente, a companhia Águas do Rio, responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto na comunidade, começa nesta segunda-feira o recadastramento das residências do Jacarezinho, a extensão da rede para regularizar o abastecimento, a revitalização do Reservatório do Azul, a ampliação da Tarifa Social e o reparo da rede.

Durante a apresentação detalhada do Cidade Integrada, no sábado, o governador disse que a concessionária antecipou, em quase quatro anos, o cronograma previsto para a região na assinatura do contrato de concessão da Cedae, em agosto do ano passado.

“Eles [a concessionária] começaram um estudo conosco para diminuir, ainda mais o valor da tarifa social, para que ela seja mais social ainda e as pessoas tenham maior possibilidade de pagar”, disse, acrescentando que foi verificado que os moradores consomem uma quantidade menor do que é estipulado, atualmente, pela tarifa.

Ainda em saneamento, nas ações de tratamento de esgoto estão previstas a limpeza e desobstrução das canaletas, a recuperação da Estação Elevatória de Esgoto, a verificação das redes e levantamento cadastral, o reparo em toda a rede de esgoto e drenagem e a finalização do Tronco Coletor de Manguinhos.

Escola

Para hoje também estava marcado o início da reforma estrutural da escola estadual Luiz Carlos da Vila, com reconstrução da piscina olímpica, realização de oficinas esportivas, cursos livres de idiomas e qualificação profissional. Aí deverão ser empregados R$ 2 milhões.

O governador do Rio, Cláudio Castro, chegou cedo para acompanhar o início das obras no Jacarezinho. Em seu perfil no Twitter, Castro destacou que esse é o começo de uma transformação para a população da região. “Bom dia! Estamos acompanhando o início das ações do programa Cidade Integrada, no Jacarezinho. Começa um tempo de transformação para os moradores da comunidade”.

Segurança

Também já está funcionando na comunidade um posto de ouvidoria e corregedoria da Polícia Militar. A instalação foi resultado das reivindicações de moradores que reclamam da violência praticada em operações policiais.

De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar a pasta tem dado total apoio às demandas dos moradores locais desde o início da retomada do território na comunidade, que ocorreu na quarta-feira passada (19) com a participação de 1,3 mil agentes de segurança, sendo 800 policiais militares e 500 policiais civis e encerrou naquele dia com 38 prisões.

“A 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), responsável por apurar a conduta dos policiais militares naquela região, já registrou três denúncias sobre as ações na comunidade. Os fatos estão sendo apurados com extremo rigor e a isonomia condizente”, informou a secretaria.

Os moradores têm a opção ainda de acionar a área correicional da PM pelo telefone (21) 2725-9098 ou pelo email [email protected]

Também na área de segurança, está em andamento um redesenho do policiamento, com redistribuição da Polícia Militar na região. Será construído um Batalhão da Polícia Militar com o efetivo de 400 agentes, sendo 280 que atualmente fazem parte da UPP Jacarezinho e 120 da UPP Manguinhos.

A instalação será no antigo terreno da fábrica General Electric (GE), que empregava muitos moradores da região. Os investimentos para a construção do Batalhão foram estimados em R$ 18 milhões.

A tecnologia será usada durante o policiamento nas comunidades por meio de câmeras operacionais portáteis tanto no Jacarezinho, como na Muzema, na zona oeste, as duas escolhidas pelo governo do estado para iniciar o Cidade Integrada.

Residências

Já em fevereiro, vai começar o censo para verificar a situação dos imóveis das comunidades. Será desenvolvido ainda um projeto para fornecer assistência técnica para 10 mil famílias e a execução de cinco mil melhorias habitacionais, além de reparos de até R$ 15 mil em moradias.

Eixos

O Cidade Integrada tem seis eixos: Social, Econômico, Infraestrutura, Transparência, Diálogo/Governança e Segurança. Segundo o governador, o investimento inicial ultrapassa R$ 500 milhões.

As duas comunidades foram escolhidas por causa do avanço do tráfico de drogas com muitos confrontos, no Jacarezinho, e da milícia, na Muzema. Segundo Castro, o programa só será estendido a outras localidades, quando estiver 100% implantado nas duas comunidades.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: EBC Geral

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GERAL

Revalida 2022 aplica segunda etapa de provas hoje e amanhã

Publicados

em

A aplicação da segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2022/1 ocorrre neste sábado (25) e no domingo (26). Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),a prova de habilidades clínicas ocorrerá em dois períodos: o primeiro período, que teve início às 11h, e o segundo, às 15h, pelo horário de Brasília.

Pelo Sistema Revalida o candidato pode consultar o cartão de confirmação de inscrição. No documento, o participante pode conferir horário e local de aplicação da prova de habilidades clínicas, número de inscrição, entre outras informações referentes ao exame. Apesar de não ser obrigatório, o Inep recomenda que o participante leve o documento nos dois dias de prova.

Documentos

O participante deve se apresentar ao local de prova com a documentação de identificação oficial com foto, válida, conforme previsto em edital, portando jaleco (preferencialmente na cor branca) e utilizando máscara de proteção, cobrindo totalmente nariz e boca. O Inep recomenda que a máscara de proteção seja de uso profissional, no modelo N95 ou PFF2.

“O uso de máscara é obrigatório durante toda a permanência do participante no local de prova, exceto para pessoas com transtorno do espectro autista, deficiência intelectual, deficiências sensoriais ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara, conforme previsto na Lei n.º 14.019 de 2 de julho de 2020”, ressaltou o Inep.

O candidato pode levar para o local de prova máscara reserva para troca durante a aplicação, além de alimentação pessoal e medicamento. Somente será permitida garrafa e lanche em embalagem transparente e sem rótulo.

Pelas regras do edital, antes de entrar na sala de espera, o participante deve guardar, no envelope porta-objetos, o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos, desligados, além de outros pertences não permitidos, listados no edital do exame. A Declaração de Comparecimento impressa, caso necessária, também deve ser guardada no envelope, que precisa ser lacrado e identificado, desde a entrada na sala de espera até a saída definitiva do local de provas.

Revalida

Com duas etapas, uma teórica e outra prática, que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). O objetivo do exame é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional da medicina adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

O ato de apostilamento da revalidação do diploma é atribuição das universidades públicas que aderirem ao instrumento unificado de avaliação representado pelo Revalida.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

Continue lendo

MAIS LIDAS