65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

POLÍTICA NACIONAL

Nelsinho Trad pede medidas urgentes para evitar uma pandemia da varíola dos macacos

Publicados

POLÍTICA NACIONAL

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) destacou o novo desafio a ser enfrentado pelo sistema de saúde pública brasileiro. Em pronunciamento nesta quarta-feira (3), alertou sobre o mais recente surto do vírus da varíola dos macacos que ameaça a saúde da população mundial.  Para ele, o assunto é muito sério e requer medidas imediatas das autoridades, para evitar que a doença se torne uma “nova pandemia”.

Ao citar dados recentemente divulgados, Nelsinho Trad ressaltou que no Brasil já são mais de 1.400 casos confirmados de pessoas com a enfermidade. Esclareceu que, apesar da gravidade da doença, a taxa de mortalidade até o momento é de menos de 1%. Muito baixa, portanto, mas as precauções não devem ser negligenciadas, principalmente por parte dos indivíduos com saúde debilitada e com comorbidades.

O senador destacou ainda que, devido a gravidade da doença, o Ministério da Saúde elaborou uma nota técnica que informa que as “gestantes, as puérperas e as lactantes também fazem parte do grupo de risco”. Esse grupo de mulheres, portanto, deve usar máscaras de proteção facial e manter o afastamento social de pessoas com sintomas da doença. Alertou também para o uso de preservativos durante as relações sexuais, o que evita a contaminação.

— Essas medidas, inclusive, eu diria que devem ser respeitadas/observadas por todas as pessoas. Isto porque a varíola dos macacos é um vírus e é transmitido de uma pessoa a outra por meio de contato próximo, em particular pelas lesões que essa pessoa tem, por fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍTICA NACIONAL

Iluminação azul no Congresso homenageia Dia Nacional da Pessoa com Atrofia Muscular Espinhal

Publicados

em

Roque de Sá/Agência Senado
Saúde - geral - cúpula do congresso nacional iluminada de azul - novembro azul - câncer de próstata
Fachada do Congresso fica iluminada de azul até o sábado

A fachada do Congresso Nacional recebe iluminação especial na cor azul até o próximo sábado (13) em celebração ao Dia Nacional da Pessoa com Atrofia Muscular Espinhal, estabelecido como 8 de agosto pela Lei 14.062/20.

Conhecida como AME, a doença rara não tem cura, é degenerativa e gera a perda de neurônios motores da medula espinhal e do tronco cerebral, provocando fraqueza muscular e atrofia. Segundo o Ministério da Saúde, a doença tem como um dos principais sintomas a dificuldade ou incapacidade de locomoção, de sustentação da cabeça e de respiração. A AME é dividida em cinco tipos, sendo o Tipo 1 o mais frequente e a forma mais grave da doença.

No Brasil, o tratamento é feito com o medicamento Nusinersena (Spinraza), o único registrado no País e considerado um dos mais caros do mundo, chegando a R$ 320 mil cada dose. Em abril de 2019, o Ministério da Saúde anunciou a incorporação do medicamento ao Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento da AME.

Da Redação – AC
Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara dos Deputados

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Continue lendo

MAIS LIDAS