65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

BRASIL

Joe Biden chama repórter de ‘filho da puta’

Publicados

BRASIL


source
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden
Twitter Joe Biden/ Fotos Públicas

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, xingou um repórter durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (24). Ele estava diante do microfone no púlpito, mas parece não ter percebido que o aparelho estava ligado.

“Que filho da puta estúpido”, diz o democrata após responder uma pergunta do repórter sobre a inflação. O jornalista Peter Doocy, da Fox News, havia questionado se o presidente acredita que a inflação é um risco para as eleições de meio de mandato. Antes de xingá-lo, Biden respondeu, com sarcasmo, que seria uma boa iniciativa. “Mais inflação”, afirmou, conforme reproduzido pela Folha de S. Paulo.

Leia Também

A inflação alta – chegou a 7% em dezembro, percentual não atingido desde os anos 1980 no país – é uma das crises do governo Biden. De acordo com a publicação, a gestão lida ainda com a piora nos índices da pandemia e aprovação estagnada em 43% .

Repercussão

A atitude de Biden teve grande repercussão, inclusive com comparações a seu antecessor, Donald Trump. Ataques a jornalistas eram comuns por parte do republicano, mas essa também não é a primeira vez que Biden cruza a linha do respeito.

A publicação lembra que em junho passado ele alfinetou uma repórter que havia questionado porque ele confiava em uma mudança de postura do presidente da Rússia, Vladimir Putin. “Não estou confiante que ele vai mudar. Onde diabos… O que você faz toda hora? Quando eu disse que estava confiante?”, retrucou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

BRASIL

RJ: Casal de idosos é morto a facadas no Jardim Botânico

Publicados

em

source
Felipe Coelho e os pais
Instagram/@felipecoelhomusic

Felipe Coelho e os pais

Um casal de idosos foi encontrado morto a facadas, na madrugada deste sábado (25), em um apartamento no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo informações do jornal O Globo, os corpos de Geraldo Pereira Coelho, 73, e Oselia da Silva Coelho, 72, foram encontrados no sofá-cama da residência. O genro deles, o oficial da Marinha Cristiano da Silva Lacerda, é o principal suspeito do crime. Ele foi encontrado também ferido dentro da cama-baú do quarto do ex-namorado e filho das vítimas, Felipe Coelho.

Cristiano foi preso em flagrante e está internado sob custódia no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, na mesma região. A provável causa do crime seria ciúmes e a investigação segue pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Em entrevista ao jornal carioca o filho do casal contou que conheceu Cristiano há cerca de dois anos, no começo da pandemia. Felipe, que é professor de inglês, residia em Fortaleza na época e se mudou para o Rio de Janeiro por conta do namorado.

Desde o começo da relação eles moravam juntos no apartamento onde ocorreu o crime. Segundo Felipe, em abril, no último carnaval, Cristiano deu um tapa no rosto e um soco no peito do professor de inglês. As agressões motivaram o término do relacionamento, contudo, o militar  continuou morando no imóvel enquanto procurava outro local.

Filho postou homenagem aos pais nas redes sociais

Neste sábado (25), Felipe postou uma foto junto com os pais, no Cristo Redentor, – ponto turístico do Rio de Janeiro -, e deixou uma breve homenagem.

“Pra sempre juntos, nos braços do Pai. Meus amores eternos. Nada vai apagar esse amor. Te amo, pai. Te amo mãe”, escreveu.



Continue lendo

MAIS LIDAS