65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

CARROS E MOTOS

Jeep lança picape Gladiator em versão única Rubicon, com irreverência

Publicados

CARROS E MOTOS


Jeep Gladiator virá apenas na versão Rubicon, equipada com  motor V6 de 3,6 litros de 284 cv de potência
Divulgação

Jeep Gladiator virá apenas na versão Rubicon, equipada com motor V6 de 3,6 litros de 284 cv de potência

Com o mercado de picapes de um modo geral em ascensão, a Jeep lança a sua representante Gladiator. Como a própria marca faz questão de destacar, trata-se de um “veículo diferente de tudo o que você já viu”.

A começar pelo interessante sistema de retirada das portas e do escamoteamento do para-brisa que possibilita maior liberdade, principalmente aos jipeiros que apreciam encarar as trilhas mais desafiadoras.

Disponível em versão única – pelo menos até ver como o mercado vai reagir – Rubicon , a picape está equipada com motor Pentastar  V6 aspirado de 3,6 litros que rende 284 cv a 6.400 rpm e torque de 35,4 kgfm a 4.100 rpm, que funciona com câmbio automático, de 8 marchas.

Ao contrário do Wrangler , o qual este modelo deriva, o 2.0 turbo não está disponível nem mesmo nos EUA, justificado pela proposta de capacidade de reboque da picape. 

O desenho lembra bastante ao do Wrangler, bem característico dos icônicos carros da Jeep com para-lamas frontais sobressalentes, faróis redondos e lanternas sobressaltadas, que dá um certo ar de robustez ao veículo.

A proposta da picape inclui tração integral com diferenciais Dana 44 na dianteira e traseira com bloqueio mecânico, caixa de transferência central que possibilida mudar para os modelos 4×2, 4×4 automático, 4×4 50/50 e o 4×4 reduzido, com uma caixa de redução de 4:1. 

Na parte interna, o Gladiator conta com tecnologia como tela de 8,4″ com espelhamento Apple CarPlay e Android Auto, painel com dois mostradores analógicos e tela de 7″ central, igual ao do Wrangler .

Ainda falando na parte interna, uma curiosidade é o assoalho totalmente lavável onde é possível escoar toda a água por meio de uma válvula. Além disso, a parte superior é a prova de respingos.

Ou seja, é um veículo apto a encarar qualquer desafio na terra, areia ou lama e por falar nisso, o utilitário tem ângulo de entrada de 43º, enquanto que o de saída de 26º e pode subir rampas de até 20º, com altura mínima do solo de 27 cm sem raspar a parte do assoalho.

Fonte: IG CARROS

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CARROS E MOTOS

BMW abre nova linha de produção para módulos de bateria na Alemanha

Publicados

em

Baterias do BMW i4 são produzidas em Leipzig e apontam para um novo capítulo da nova era da mobilidade
Divulgação

Baterias do BMW i4 são produzidas em Leipzig e apontam para um novo capítulo da nova era da mobilidade

A BMW inaugura a sua segunda linha de produção de módulos de baterias elétricas na planta de Leipzig, na Alemanha. A expansão da capacidade da fábrica é resultado de um investimento de 70 milhões de euros.

A fábrica de Leipzig é responsável pela produção dos módulos de baterias que o BMW i4 utiliza, e a nova linha de fabricação ocupa o espaço onde era produzido o BMW i3 , descontinuado no fim de junho .

 “O lançamento da segunda linha de produção de módulos de bateria de Leipzig é uma contribuição importante para fornecer os componentes de bateria necessários para fabricar um número crescente de veículos eletrificados”, disse Markus Fallböhmer, Head de Produção de Motores e E-Drive do BMW Group .

A planta de Leipzig passou a produzir módulos de baterias em Maio do ano passado, fabricando os módulos do SUV iX , e agora, cada módulo de bateria da i4 passará por 196 estações de produção, antes de ser concluído.

A produção das baterias para os carros elétricos do Grupo BMW é dividida em duas etapas: Produção dos módulos e montagem da bateria de alta voltagem.

A primeira etapa consiste em um processo automatizado de limpeza com plasma das células de íon-lítio, após isso, as células passam por um revestimento especial e então são combinadas em módulos maiores.

Quando concluído, o módulo é colocado em uma estrutura de alumínio, junto com conectores que controlam a energia e resfriamento de toda a unidade.

Para a BMW é importante ter a produção dos módulos “em casa” já que a quantidade de módulos necessários para produzir uma bateria depende até da versão do modelo produzido.

Atualmente, a fábrica emprega mais de 700 funcionários , e a nova linha ainda irá criar mais 250 novos empregos na região. A BMW ainda planeja aumentar a fábrica num momento próximo.

A fabricante possui um plano de expansão para a planta de Leipzig, e irá produzir também motores elétricos, podendo ser responsável por todo o trem de força de um modelo elétrico do Grupo BMW.

Nesse sentido, os investimentos em Leipzig passam também pela produção dos módulos de baterias do sucessor do Mini Countryman . O novo SUV da Mini terá opção 100% elétrica, e irá se beneficiar da estrutura presente em Leipzig.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MAIS LIDAS