65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

MATO GROSSO

Governo de MT firma parceria com a Prefeitura de Várzea Grande para ampliar oferta de linhas de crédito

Publicados

MATO GROSSO

O Governo de Mato Grosso, por meio da Agência de Fomento de Mato Grosso (Desenvolve MT), e a Prefeitura de Várzea Grande firmaram uma parceria para atender as demandas de empreendedores por meio das linhas de crédito. Um agente de crédito municipal facilitará aos interessados o acesso aos financiamentos oferecidos pela instituição.

O termo de cooperação foi assinado, nesta quarta-feira (23), na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), em Cuiabá.

Várzea Grande é o segundo município de Mato Grosso que mais tomou crédito, sendo liberado mais de R$ 360 mil, no período de janeiro a maio deste ano. Em 2021, mais de R$ 1,3 milhões foram disponibilizados em crédito aos empreendedores do município.

De acordo com o secretário de desenvolvimento econômico de Mato Grosso, César Miranda, o Governo está cuidando das pessoas e apoiando o empreendedor. “Através da parceria, a prefeitura vai poder levar informação e ajudar o pequeno empreendedor para que tenham acesso às linhas de crédito da Desenvolve MT de maneira ágil e facilitada”, pontua.

Para o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, a assinatura do termo com o Governo do Estado é de grande relevância para o empreendedor várzea-grandense. “É uma política de incentivo que visa fomentar as atividades produtivas em nosso município”, ressalta.

Atualmente, 40 cidades mato-grossenses já contam com esta parceria com agentes de crédito habilitados e 15 entidades de classe em todo o Estado, que prestam apoio e atendimento aos empreendedores nos municípios para facilitar o acesso ao crédito. 

A Desenvolve MT possui cinco modalidades de linhas de crédito disponíveis para o empreendedor que busca investir em seus negócios, e podem ser utilizadas para compra de insumos, máquinas e equipamentos, obras de construção, reformas para modernização e ampliação de empreendimentos, entre outros.  Além da linha de crédito direcionada para o fomento do trade turístico, um dos setores atendidos fortemente pela agência durante a pandemia.

Para o presidente da Desenvolve MT, Jair Marques, a agência está capitalizada e são mais de R$ 200 milhões para atender as demandas do empreendedor mato-grossense.

“Várzea Grande tem um perfil para desenvolver a agricultura familiar, turismo, aquilo que o município demandar, o empreendedor pode ser atendido”, ressalta Jair.

Os empreendedores de Várzea Grande que tiverem interesse sobre as linhas de crédito ou necessitem de atendimento presencial podem buscar a secretaria de desenvolvimento econômico, que fica localizada no Várzea Grande shopping, ou entrar em contato pelo telefone (65) 3692-6828.

Participaram da solenidade de assinatura do termo de cooperação o senador Wellington Fagundes, o secretário de desenvolvimento econômico de Várzea Grande, Charles Caetano, o secretario adjunto de desenvolvimento econômico de Várzea Grande, Denival Bitencourt, os agentes de crédito de Várzea Grande, Danilo Ferreira Moro, Alexandre Chinaglia e o secretário executivo da Desenvolve MT, José Roberto Webber.

Fonte: GOV MT

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MATO GROSSO

Ações dos núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde de MT são destaques nacionais

Publicados

em

Os Núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde (NATS) de Mato Grosso, mantidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) e pelo Hospital Universitário Júlio Muller, tiveram experiências selecionadas e apresentadas no evento da Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde (Rebrats) e na Organização Pan Americana de Saúde (Opas), realizado nesta semana em Brasília.

As ações de sucesso foram compartilhadas no evento após a seleção das seis melhores experiências em âmbito nacional, da qual participaram 88 núcleos existentes no Brasil. O Núcleo de Avaliação de Tecnologia da SES-MT existe desde 2014, sendo o primeiro instituído no Estado; o segundo núcleo foi criado pelo Hospital Universitário Júlio Muller, em 2016.

Desde 2015, o núcleo da SES-MT atua em parceria com o do Hospital, por meio de convênio de cooperação técnica. A parceria proporciona para a SES-MT a obtenção de base de dados que são necessários para o trabalho do núcleo estadual. Essa atuação conjunta, por meio de convênio entre as instituições estadual e federal, foi destaque como experiência de sucesso, com reconhecimento nacional.

A trajetória do NATS da SES-MT foi partilhada como um “caso de sucesso” e o convênio firmado com Hospital Universitário Júlio Muller foi selecionado como estratégia de colaboração e atuação exitosa no quadro “As experiências da Rebrats: compartilhar e evoluir”.

“Ter nossa história em destaque e as estratégias que usamos para vencer barreiras e escassez de recursos como modelo a ser partilhado é gratificante. Indica que estamos no caminho certo”, comemorou Kelli Nakata, presidente do NATS da SES-MT.

Para o coordenador do NATS do Hospital Universitário Júlio Muller, Helder Cássio de Oliveira, “ter boas parcerias é muito importante para impulsionar estratégia de crescimento de organizações. Ganham ambas as partes por poderem fazer juntos, o que seria difícil fazer sozinhos”.

A Rebrats foi oficialmente criada em 2011 e exerce um papel importante na promoção e difusão da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) no Brasil, atuando como um elo entre pesquisa, política e gestão por meio de estudos que colaboram com o processo de incorporação, monitoramento e desincorporação de tecnologias no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os Núcleos de Avaliação de Tecnologias em Saúde representam uma ferramenta valiosa nos processos decisórios de incorporação, monitoramento e mudança de tecnologias, uma vez que fornecem informações de benefícios e riscos para saúde, além de consequências econômicas e sociais da utilização de tecnologias em saúde.

O NATS da SES-MT está aberto para realizar avaliações de tecnologias em saúde para qualquer unidade da pasta. “A equipe auxilia na tomada de decisão dos gestores para adotar novas tecnologias no sistema de saúde, realizando análise técnica da eficácia, do impacto no orçamento, da segurança do produto ou serviço e do custo efetividade, além de demonstrar se algum produto ou conduta tornou-se obsoleta, por meio de avaliação”, concluiu a gestora Kelli Nakata.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MAIS LIDAS