65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

ECONOMIA

EnterCapital Turing: sem humanos na decisão, rendeu o dobro do CDI

Publicados

ECONOMIA


source
EnterCapital Turing: fundo tirou humanos da decisão e rendeu o dobro do CDI
Felipe Moreno

EnterCapital Turing: fundo tirou humanos da decisão e rendeu o dobro do CDI

O ano de 2021 foi um ano muito desafiador para a indústria de fundos brasileira, mas apesar disso o EnterCapital Turing FIM conseguiu se destacar, obtendo um retorno de 12,50%. Isso representa mais de 2 vezes o retorno do CDI no mesmo período, o que é um excelente resultado, principalmente em um ano complicado. E como o fundo fez isso? Eliminando o fator humano nas decisões.

Classificado como um fundo multimercado, ou seja, pode aplicar em quaisquer classes de ativo, o EnterCapital Turing FIM é um fundo de estratégia quantitativa, utilizando métodos de tomada de decisão que buscam retirar a interferência humana no processo de alocação. Assim, ele busca mitigar os vieses comportamentais que tanto impactam no processo de gestão.

Leia Também

A estratégia quantitativa, apesar de parecer ciência de foguete, possui uma premissa que é de fácil entendimento: os gestores buscam um modelo automatizado de decisão para todo o processo lógico que seria utilizado para comprar ou vender quaisquer ativos. Dessa forma, eliminando o calor do momento na tomada de decisão e fazendo com que a decisão seja sempre racional em vez de emocional.

Entre no grupo especial de WhatsApp do 1Bilhão, para te ajudar a tratar cada vez melhor o seu dinheiro! Lá você vai receber todos os nossos conteúdos – matérias, relatórios, e-books, testes, ferramentas, guias! Vamos te ajudar a investir melhor e tratar cada vez melhor o seu dinheiro. É só clicar aqui .

Para ler a matéria completa e saber mais, acesse 1Bilhão , parceiro do iG.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ECONOMIA

PPSA registra arrecadação recorde para a União

Publicados

em

Nos seis primeiros meses deste ano, a Pré-Sal Petróleo (PPSA) arrecadou R$ 1,23 bilhão com a comercialização da parcela de petróleo e gás de direito da União em contratos de partilha de produção.

Segundo informou a empresa, hoje (27), no Rio de Janeiro, o montante é recorde desde a sua criação e supera em 1% o valor arrecadado no ano passado (R$ 1,22 bilhão).

Criada em novembro de 2013, a Pré-Sal Petróleo atua na gestão dos contratos de partilha de produção, gestão da comercialização de petróleo e gás natural e a representação da União nos acordos de unitização ou individualização.

No primeiro semestre de 2022, foi comercializado o petróleo dos contratos dos campos de pré-sal de Mero, Tupi e Sapinhoá para a Petrobras, que arrematou as cargas em leilão realizado na B3, Bolsa de Valores. Esses campos ficam na Bacia de Santos (SP).

Volume

Até o fim do ano, está prevista a comercialização de 19 cargas de 500 mil barris de petróleo cada. Desse total, sete cargas já foram entregues. Entre janeiro e junho, também foi comercializado o gás natural dos contratos dos campos de pré-sal de Búzios, Sapinhoá e Tupi.

Na avaliação da PPSA, o resultado obtido no primeiro semestre deste ano confirma o crescimento esperado para a receita da União com a comercialização de sua parcela nos contratos de partilha de produção de petróleo. Até dezembro próximo, a expectativa é que a arrecadação alcance perto de R$ 4 bilhões. Os recursos são destinados ao Tesouro Nacional.

Desde 2013, a PPSA já arrecadou R$ 5,21 bilhões para a União, dos quais R$ 3,9 bilhões resultaram da comercialização e R$ 1,3 bilhão da Equalização de Gastos e Volumes (EGV), acerto financeiro decorrente dos Acordos de Individualização da Produção de Sapinhoá, Tupi e Tartaruga Verde.

Edição: Kleber Sampaio

Continue lendo

MAIS LIDAS