65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

Entretenimento

Danuza Leão morre aos 88 anos no Rio de Janeiro

Publicados

Entretenimento

source
Danuza Leão
Reprodução/Instagram

Danuza Leão

A jornalista, escritora e ex-modelo Danuza Leão morreu nesta quarta-feira (22), aos 88 anos. Danuza estava internada na Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio, onde tratava de problemas respiratórios. Nascida em Itaguaçu, no Espírito Santo, ela mudou-se com a família aos 10 anos de idade para o Rio. Aos 17, começou a carreira de modelo profissional, na década de 1950, e foi a primeira brasileira a desfilar no exterior. Irmã da cantora e compositora Nara leão, acompanhou de perto o surgimento da bossa nova no apartamento de seus pais, o célebre 303 do edifício Palácio Champs Élysées, na Avenida Atlântica, em Copacabana.

Aos 20 anos, Danuza casou-se com o jornalista Samuel Wainer, o fundador do jornal Última Hora, que tinha o dobro de sua idade. O casal teve três filhos: a artista visual Pinky Wainer, o distribuidor cinematográfico Bruno Wainer e o jornalista Samuel Wainer Filho, que morreu em um acidente de carro em 1984, aos 29 anos. Danza era avó do ator Gabriel Wainer, do fotógrafo e cineasta João Wainer e da artista visual Rita Wainer. Depois de Samuel Wainer, Danuza casou-se com o compositor e cronista Antônio Maria e com o jornalista Renato Machado. Após o estouro da onda Disco no Rio, ela tornou-se uma das maiores promoters da noite carioca, em boates como a Hippopotamus e a Regine’s.

Foi colunista no Jornal do Brasil e na Folha de S. Paulo, antes de assinar uma coluna na Revista Ela, do GLOBO, entre 2017 e 2019. Autora de oito livros, como os best sellers “Na sala com Danuza” (1992) e “É tudo tão simples” (2011). A autobiografia “Quase Tudo” (2005) e “Fazendo as malas” (2008) lhe renderam o Prêmio Jabuti. Danuza foi ainda jurada de programa de TV, entrevistadora, dona de butique e produtora de arte. Também colaborou em novelas da TV Globo e atuou no cinema, em filmes dirigidos pelo amigo Glauber Rocha, como o clássico do cinema novo “Terra em transe” (1967) e “A idade da Terra” (1980).

Fonte: IG GENTE

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entretenimento

Mario Frias também satiriza festa de Camila Pitanga inspirada no Lula

Publicados

em

source
Mario Frias e Camila Pitanga
Reprodução/Instagram

Mario Frias e Camila Pitanga


Após Thiago Gagliasso alfinetar a comemoração dos 45 anos de Camila Pitanga, cuja homenagem foi feita ao ex-presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva, chegaram a hora e a vez de Mario Frias fazer o mesmo com a nova contratada da HBO Max.

Por meio do Twitter, o  ex-secretário de Cultura do governo Bolsonaro e pré-candidato a deputado federal por São Paulo escreveu: “A garota-propaganda do TSE é petista, mas tão petista que o tema do seu aniversário esse ano foi do Lula”. Em seguida, questionou: “O Tribunal, que é o responsável pelo decoro e lisura das eleições, não deveria ser imparcial?”.


Sem contra-atacar ou citar nomes, a  atriz apenas publicou em sua página no microblog: “53%”, numa clara referência à pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23), que diz que “Lula venceria no primeiro turno se as eleições fossem hoje”.

Aí, o  ex-galã de “Malhação” não se segurou: “É muito desespero para ter dinheiro fácil. Esquece, Camila! A  vida boa acabou, e o povo sabe exatamente o motivo da sua militância desenfreada. Se acostuma, serão mais quatro anos sem mamata”.



Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MAIS LIDAS