65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

ECONOMIA

Credor quer barrar contrato e recuperação judicial da Latam

Publicados

ECONOMIA


source
Avião da Latam pousando no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP)
Guilherme Dotto

Avião da Latam pousando no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP)

O banco chileno Estado, um dos credores da Latam, entrou com um pedido para barrar a recuperação judicial da empresa. A empresa questiona acordos feitos fora da mediação que dará direito a valores maiores aos outros credores. A informação foi divulgada pela coluna Capital, do jornal O Globo. 

O banco ainda solicitou a impugnação de dois contratos de leasing de 21 aeronaves. Ao todo, os contratos possuem valor de US$ 1,4 bilhão. O credor quer reduzir o valor pela metade.

A justiça americana, onde tramita a recuperação judicial, deve analisar os pedidos nos próximos dias. A preocupação da companhia aérea é que os recursos travem a recuperação judicial da empresa.

Segundo a Latam, 70% dos credores devem aprovar a proposta de recuperação, número questionado pelo Banco Estado.

Credores brasileiros

Credores da antiga TAM Linhas Aéreas também tentam intervir da recuperação judicial da empresa chilena. Após a fusão, todas as dívidas da TAM foram repassadas para a nova companhia aérea.

Eles solicitam direito a voto na proposta da empresa e questionam os valores a receber.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ECONOMIA

Confiança da construção cresce 1,2 ponto em junho

Publicados

em

O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 1,2 ponto de maio para junho deste ano. O crescimento veio depois de uma queda de 1,4 ponto, na passagem de abril para maio. Com isso, o indicador chegou a 97,5 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos.

Os dois subíndices que compõem o ICST tiveram alta. O Índice da Situação Atual, que mede a confiança do empresário da construção no presente, subiu 1,4 ponto e chegou a 93,9 pontos.

Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança do empresariado da construção no futuro, aumentou 0,9 ponto e atingiu 101,2 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade (Nuci) da Construção subiu 1,1 ponto percentual e chegou a 77,1%.

Edição: Lílian Beraldo

Continue lendo

MAIS LIDAS