65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

ECONOMIA

Como saber se meu voo foi cancelado

Publicados

ECONOMIA


source
Como saber se meu voo foi cancelado
Ricardo Syozi

Como saber se meu voo foi cancelado

Com companhias aéreas como LATAM, GOL e Azul, centenas de voos são liberados todas as semanas. Assim, milhares de passageiros conseguem chegar em seus aguardados destinos. Por outro lado, pode acabar ocorrendo momentos nos quais aquela decepção pode surgir. Para te ajudar a não se deparar com situações desagradáveis de imprevistos, confira como saber se o seu voo foi cancelado .

Infelizmente não há uma forma padrão para saber se o voo foi cancelado que englobe todas as companhias aéreas nacionais. Sendo assim, vale saber especificamente sobre a empresa que você contratou. Separei informações sobre os principais nomes que operam no Brasil: Azul, LATAM e GOL.

Como saber se o voo foi cancelado na Azul

Assim que uma passagem é adquirida na Azul, todas as informações da reserva ficam registrados no site da companhia aérea. Dessa forma, é importante que o cliente tenha em mãos os dados pessoais para conferir caso precise.

A partir daí, o usuário deve entrar na página oficial da Azul e clicar na opção “Status de Voo” que fica na barra secundária. É possível realizar o preenchimento com o número do voo ou a rota do mesmo, sendo que a primeira opção é a mais eficaz para saber se o voo foi cancelado.

No aplicativo da empresa o caminho é similar, basta clicar no carrossel para encontrar a mesma opção.

Azul
Página de status de voo da Azul (Imagem: Tecnoblog)

E na LATAM?

Leia Também

Não muito diferente da Azul, a LATAM também entrega ao futuro passageiro todas as informações da viagem assim que a passagem é comprada. Informações como número do voo e a data da partida passam a ser relevantes para que os dados possam ser checados.

Com isso, o usuário deve entrar no site oficial da LATAM e clicar no botão de “Status de voos” que fica na barra secundária, perto da opção de Login. Assim, é só adicionar o número e a data para saber se o voo foi ou não cancelado na companhia.

Já no app, essa informação pode ser encontrada na opção de “Menu” representado pelos três traços no alto da tela.

Latam
Página de status de voo da LATAM (Imagem: Tecnoblog)

E na GOL?

Da mesma forma que as companhias anteriores, a GOL oferece os dados mais relevantes na própria passagem aérea. Com o objeto em mãos, o usuário pode usar os dados para saber mais informações sobre o voo diretamente pela página da empresa.

Para saber se o voo foi cancelado, basta entrar no site da GOL e clicar no botão de “Informações” que fica na barra superior. Na página seguinte, é necessário clicar na opção “Status de voo” e preencher com o número do voo e a data de partida do mesmo.

No aplicativo, o caminho é um pouco diferente. É preciso arrastar a barra de ferramentas para cima até encontrar a opção de “Status de voo” para conferir.

Gol
Página de status de voo da Gol (Imagem: Tecnoblog)

É claro que ninguém quer que o seu voo seja cancelado, mas é sempre válido ter todas essas informações de antemão. Qual a sua companhia aérea favorita? Conta para a gente!

Como saber se meu voo foi cancelado

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ECONOMIA

Petrobras: Senador quer que STF investigue interferência de Bolsonaro

Publicados

em

source
Bolsonaro é acusado de interferir na Petrobras
Isac Nóbrega/PR

Bolsonaro é acusado de interferir na Petrobras

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por suposta interferência na Petrobras. A ação é motivada após o ex-presidente da companhia Roberto Castello Branco afirmar, em um grupo privado, que seu antigo telefone tinha provas que poderiam incriminar o mandatário.

Em um grupo privado de mensagens com economistas, Castello Branco diz que antigo seu celular corporativo tinha mensagens e áudios que provavam que Bolsonaro tinha interferido na Petrobras. O caso foi antecipado pelo site “Metrópoles”.

O aparelho foi devolvido à companhia após Castello Branco ter deixado a presidência da Petrobras, no início do ano passado. Na conversa, o ex-presidente não detalha quais seriam os crimes que Bolsonaro teria cometido.

No pedido ao STF, Randolfe pede, além da abertura do inquérito contra Bolsonaro, por parte da Procuradoria-Geral da República (PGR), que Castello Branco preste depoimento sobre o caso e que o celular citado seja apreendido para ser periciado. O senador pede também que as mensagens que eventualmente forem encontradas sejam divulgadas.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

“Solicitamos a Vossa Excelência que se oficie ao Procurador-Geral da República para analisar a abertura de inquérito investigativo em face do Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, para que esclareçam os fatos e os eventuais crimes cometidos por ele contra o erário público, com a tomada urgente de depoimento do Sr. Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobras, e de Rubem Novaes, ex-presidente do Banco do Brasil, bem como a tomada das medidas acautelatórias indispensáveis ao esclarecimentos dos fatos, tais como a busca e apreensão do telefone celular indicado, a sua perícia e a imediata publicidade sobre os conteúdos que digam respeito ao caso, que contempla manifesto interesse público subjacente”, disse no documento.

Randolfe pede ainda que a apreensão do celular seja feita o mais rápido possível a fim de evitar que o conteúdo das mensagens sejam apagados.

“Tal medida acautelatória é, por pressuposto, urgente, na medida em que há real risco de iminente apagamento de todos os dados que porventura impliquem o Presidente da República em atos criminosos.”

Continue lendo

MAIS LIDAS