65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

Entretenimento

BBB 22: Leo Jaime fala sobre empatia e toma as dores de Naiara Azevedo

Publicados

Entretenimento


source
Leo Jaime e Naiara Azevedo
Reprodução/Instagram

Leo Jaime e Naiara Azevedo


Leo Jaime também foi às redes sociais repercutir a atitude da cantora sertaneja Naiara Azevedo, que, após os candidatos à eliminação serem escolhidos neste domingo (23), discursou para os participantes durante o momento em que todos se reuniram na sala de estar, alegou lhe faltar ânimo e manifestou o desejo de desistir do “Big Brother Brasil 22”.

“A moça quer sair. Deixa sair. Chegou lá e viu que não era pra ela. Eu entendo. Pegou o monstro e o paredão indicada pelo líder. Não estava curtindo e viu que não estava sendo curtida. Dureza”, manifestou-se o ator e cantor por meio do Twitter. Em seguida, frisou que compreender o próximo “não é uma coisa muito popular atualmente” e questionou: “Tentar se colocar no lugar do outro é difícil? Ou parece babaquice?”.


Leia Também

Leia Também

A partir daí, os internautas entraram em ação e começaram a interagir na publicação. Enquanto uns entenderam seu ponto de vista e escreveram frases como: “Concordo. Tem que respeitar o limite de cada um” e  “Naiara não está bem mesmo”, outros disseram: “O problema é que ocupou a vaga de alguém que daria o sangue pelo jogo” e “nem deveria ter entrado. A mulher tem problemas”.




Fonte: IG GENTE

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Entretenimento

Renata Capucci revela diagnóstico de Parkinson: ‘Não é fácil’

Publicados

em

source
Renata Capucci revelou que foi diagnosticada com a doença em 2018
Reprodução/Instagram/@renatacapucciofficial

Renata Capucci revelou que foi diagnosticada com a doença em 2018


A jornalista Renata Capucci, da Rede Globo, revelou que foi diagnosticada com Parkinson há quatro anos. A notícia foi confirmada por ela em publicação nas redes sociais. Aos 49 anos, a integrante do “Fantástico” comentou que trouxe a informação para o debate em uma edição do podcast “Isso é Fantástico”, que foi ao ar neste domingo (26).

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

“Pensei muito sobre este momento. Sabia que ele iria chegar e que vinha na hora certa, quando me sentisse exatamente como eu me sinto hoje: forte, confiante e feliz. Não é fácil. Mas não é o fim”, escreveu ela, numa publicação em seu Instagram. No post, Renata convida os espectadores ainda a vencerem “o preconceito e a desinformação” sobre esta e outras doenças neurodegenerativas.


O episódio do podcast ainda fala com a atriz Guta Stresser, que esta semana revelou que foi diagnosticada com esclerose múltipla. Por lá, Capucci conta que começou a sentir os sintomas da doença enquanto estava no elenco do programa “Popstar”, da mesma emissora, em que foi finalista do reality show musical. “Eu comecei a mancar e as pessoas falavam para mim: ‘Por que você está mancando, Renata?’. E eu falava: ‘Eu não estou mancando’. Eu não percebia que eu estava mancando. Aí fui fazer fisioterapia, osteopatia e a coisa não mudou”, relata ela, no podcast.

Ela ainda se disse aliviada ao dividir o diagnóstico com seu público. “Chegou a minha hora, chegou a minha vez de me libertar. Porque viver com esse segredo é ruim. Você se sente vivendo uma vida fake, porque parte de você é de um jeito e você fica escondendo a outra parte de outras pessoas, no meu caso a maioria das pessoas, porque eu sou uma pessoa pública”, contou ela, que descobriu a doença de Parkinson em outubro de 2018, quando eu tinha 45 anos.

“E aí em um dado momento, no meio do Popstar, depois do sexto programa, eu estava em casa e o meu braço subiu sozinho, enrijecido. E o meu marido que é médico, logo depois do programa, me levou para um hospital que tinha emergência neurológica e eu fui diagnosticada com Parkinson. Aquilo caiu como uma bigorna em cima da minha cabeça”, recorda a jornalista.

Renata disse que tem cuidado da própria saúde e que encara a doença de frente. “Só que eu estou aqui para dizer isso para vocês, para quem está ouvindo o podcast, porque eu estou viva. Quatro anos depois, eu estou bem, eu sou feliz. Eu não quero virar mártir. Eu não quero que tenham pena de mim. Ao contrário, eu tenho orgulho da minha trajetória. Eu tenho orgulho da maneira como eu encaro essa doença, porque eu encaro ela de frente hoje”, destaca ela.

“Já passei por todas as fases, da depressão, da negação. Hoje, eu estou na fase cinco que eu olho essa doença de frente e eu falo assim: ‘Senhor Parkinson, eu tenho você, você não me tem’. Eu faço tudo o que eu posso de exercício, de remédio e eu tenho uma vida positiva. Eu me sinto feliz, apesar de tudo. Eu não sou café com leite por ter doença de Parkinson, eu faço todas as matérias. Não me sinto diminuída”, disse.

+ Saiba mais no canal do  iG Gente no Telegram !

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MAIS LIDAS