65 99230 9678 | 65 3055 2070

CUIABÁ

ECONOMIA

5 aplicativos para estudar para concurso público

Publicados

ECONOMIA


source
5 aplicativos para estudar para concurso público
Ricardo Syozi

5 aplicativos para estudar para concurso público

Qualquer interessado sabe que as disputas por vagas nos concursos públicos são extremamente disputadas. Sendo assim, é importante estar na frente se preparando o máximo possível para as provas. Com a popularização dos smartphones, diferentes aplicativos para estudar para concursos foram lançados. Separei cinco opções interessantes; confira.

Índice

  • 1. Simulados App
  • 2. Biblioteconomia
  • 3. Acertei: Questões de Concursos em Games
  • 4. QConcursos
  • 5. Gran Cursos Online

1. Simulados App

aplicativo para estudar para concurso
Aplicativo da Simulados (Imagem: Tecnoblog)

Para ajudar na hora dos estudos, o app Simulados oferece mais de 40 mil questões divididas em categorias como Administração e Direito. Além disso, o usuário pode acompanhar o seu desempenho frequentemente pela aba do aplicativo. Dessa forma, é possível direcionar onde precisa melhorar.

Infelizmente, o sistema de gabarito não entrega exatamente todas as respostas das questões, forçando o estudante a ir atrás de onde errou especificamente. Tudo neste aplicativo para estudar para concurso é gratuito, porém há anúncios espalhados.

  • Link para Play Store
  • Link App Store

2. Biblioteconomia

aplicativo para estudar para concurso
Aplicativo do Biblioteconomia (Imagem: Tecnoblog)

Permitindo que o usuário realize dezenas de simulados diferentes para se preparar, este aplicativo para estudar para concursos públicos tem opções distintas divididas em categorias. Há a possibilidade de focar em questões específicas, filtrar por palavras e ainda refazer aquelas que errou previamente.

Além disso, pelo próprio app é possível encontrar editais abertos e todo um relatório pessoal para conferir o andamento de seu desempenho. Há anúncios espalhados entre os simulados, além de possibilidade de realizar compras internas para liberar mais testes para estudos.

  • Link para Play Store

3. Acertei: Questões de Concursos em Games

Leia Também

Acertei app
Aplicativo do Acertei (Imagem: Tecnoblog)

Leia Também

Prometendo todas as questões das principais bancas dos últimos anos divididas nas 10 principais disciplinas, o Acertei é um app que tenta prender o estudante pela variedade. Tudo é agrupado em níveis de dificuldade e em fases. Dessa forma, há uma sensação de gamificação no desenvolvimento do usuário.

Há disputas online entre estudantes por todo o país que tentam elevar os estudos para uma competição saudável. Dessa maneira, cada concurseiro pode se focar em seu tempo, buscando melhorar sua pontuação aos poucos. Há anúncios e compras no aplicativo.

  • Link para Play Store

4. QConcursos

QConcursos
Aplicativo do QConcursos (Imagem: Tecnoblog)

Este aplicativo para estudar para concursos traz recursos que funcionam tanto online quanto offline. Há simulados, questões individuais e até mesmo bate papo com professores e outros concurseiros. Provas como OAB, ENEM e vestibulares têm suas próprias seções no app.

Para os estudantes mais visuais, há vídeo aulas com bastante conteúdo, tudo gratuito. Você pode criar cadernos com os principais tópicos que deseja se focar, além de poder filtrar entre as categorias mais importantes de acordo com o concurso que tem intenção de prestar.

  • Link para Play Store
  • Link para App Store

5. Gran Cursos Online

aplicativo para estudar para concurso
Aplicativo do Gran Cursos (Imagem: Tecnoblog)

Há diversos cursos espalhados entre diferentes matérias populares em concursos públicos. O usuário pode estudar diretamente pelo conteúdo escrito ou fazer a assinatura para ter acesso às aulas em vídeos ou áudio. O Gran Cursos também oferece documentos em PDF para uma leitura offline do estudante.

Neste aplicativo para estudar para concursos, professores online estão disponíveis para tirar dúvidas. Há simulados, cronogramas e até mesmo salas particulares para até 10 pessoas em horários fixos. Porém, muito do que é oferecido está preso em um sistema de assinatura. A parte gratuita é mais direcionada aos textos e simulados.

  • Link para Play Store
  • Link para App Store

Estudar para concursos públicos não é uma tarefa fácil. Qual a sua estratégia favorita para se manter em dia e focado? Divida conosco nos comentários!

5 aplicativos para estudar para concurso público

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ECONOMIA

Câmara aprova MP que amplia margem do crédito consignado para 45%

Publicados

em

Plenário da Câmara dos Deputados
Paulo Sergio/Câmara dos Deputados

Plenário da Câmara dos Deputados

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (29) a medida provisória que aumenta o limite de crédito consignado para os assalariados e autoriza esse tipo de empréstimo também para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC), a Renda Mensal Vitalícia (RMC) e o Auxílio Brasil. A MP segue para o Senado.

O parecer do relator, deputado Bilac Pinto (União-MG), ampliou de 35% para 40% a margem consignável dos empregados celetistas, servidores públicos ativos e inativos, pensionistas, militares e empregados públicos. Os aposentados do Regime Geral de Previdência terão a margem ampliada de 40% para 45%, mesmo valor aplicado a quem recebe BPC ou Renda Mensal Vitalícia. Em todos esses casos, 5% é reservado para operações com cartões de crédito consignado.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

Os beneficiários do Auxílio Brasil poderão fazer empréstimos de até 40% do valor do benefício, sendo que a responsabilidade sobre a dívida não poderá cair sobre a União.

O empréstimo consignado é concedido com desconto automático das parcelas em folha de pagamento ou benefício, sendo que o limite máximo que poderá ser comprometido pelo desconto em folha é a margem consignada. O cartão de crédito consignado funciona como um cartão de crédito na hora da compra, mas a dívida é descontada automaticamente do salário.

Segundo o relator, os financiamentos no Brasil têm juros altos, enquanto os créditos consignados oferecem taxas menores por serem descontados diretamente do salário ou benefício.

“Como as prestações são descontadas automaticamente da folha de pagamentos, o risco de inadimplência passa a ser menor. Em consequência, as taxas cobradas dos clientes bancários são significativamente mais baixas do que em outras espécies de operações”, disse o deputado.

O texto aprovado também altera regras do Auxílio Inclusão Produtiva Urbana, criado junto com o Auxílio Brasil, para aquele beneficiário que conseguir emprego formal. O texto aprovado estabelece que o Auxílio Inclusão Produtiva Urbana tem caráter pessoal e temporário; não gera direito adquirido; e poderá ter o pagamento acumulado com outros benefícios, auxílios e bolsas do programa Auxílio Brasil.* Com informações da Agência Câmara de Notícias

Fonte: IG ECONOMIA

Continue lendo

MAIS LIDAS